terça-feira, 28 de julho de 2015

Beethoven - Sonata ao Luar -História LEGENDADA VALE A PENA PERCEBER AS ENTRELINHAS DA SUPERAÇÃO HUMANA NESTA TRAVESSIA TERRENA.





http://academiadeletrasdobrasildeminasgerais.blogspot.com.br/2015/07/beethoven-sonata-ao-luar.html

Beethoven - 9ª Sinfonia "Coral" Ode à Alegria (An die Freude) legendado ...CARTA DE AMOR DE BEETHOVEN AO SEU AMOR IMORTAL SECRETO...DILETO



-//-
https://www.youtube.com/watch?v=4oCvh-x0qUo
-

CARTA DE AMOR DE BEETHOVEN À SUA AMADA IMORTAL :
(Meu anjo, meu tudo, meu eu), escreveu Beethoven
o seu AMOR IMORTAL SECRETO-DILETO

“meine Unsterbliche Geliebte”

--------------------------------------*---------------------------------------

Origem da Carta de Beethoven:

Depois da morte de Beethoven em 26 de março de 1827, Anton Schindler – seu assistente nos últimos anos e então mais direto envolvido na compilação de seu acervo póstumo – tomou posse de uma carta amorosa guardada entre os pertences pessoais do compositor. Conta-se que ela havia sido encontrada por Karl Holz na presença de Stephan von Breuning e Johann van Beethoven em uma das varreduras feitas no apartamento de Beethoven em busca de ações bancárias, e que ela estava em uma pequena gaveta secreta em uma escrivaninha, junto nada menos do que com o Testamento de Heiligenstadt e outros documentos importantes.
-
Carta
A carta possui cinco pequenas folhas: quatro medindo 200 x 238 mm e uma medindo 201 x 119 mm, escritas a lápis em frente e verso, somando dez páginas no total. Em 1950 uma análise da marca d’água do papel pôde determinar o ano e, por extensão, o local em que a carta foi escrita: 6 e 7 de julho de 1812, quando Beethoven esteve em um spa na cidade de Teplitz, na antiga Boêmia, para tratar da saúde. O fato da carta não trazer marcas como selos ou carimbos postais e ter sido encontrada entre os pertences de Beethoven sugere a muitos que ela nunca foi enviada, mas ainda é possível que se trate de um rascunho ou uma cópia que Beethoven manteve consigo.
No manuscrito é possível identificar algumas palavras reforçadas a lápis, certamente um trabalho feito por Anton Schindler com a intenção de torná-las mais legíveis – na terceira edição de sua biografia, ele publicaria parte da carta em facsímile. E na primeira e quinta páginas há o selo “Bibl. Regia Berlino” da Biblioteca de Berlim.
http://euterpe.blog.br/historia-da-musica/sendo-a-amada-imortal-por-um-dia-i-beethoven-em-fonte-primaria
-//-


A Sinfonia n.9 – do músico alemão Ludwig van Beethoven
está baseada no poema “An die Freude” (À Alegria), ode escrita por Friedrich Schiller, em 1785. 

Se Beethoven tivesse vivido apenas para compor a Sinfonia n.9, concluída em 1824, isso por si só já teria bastado para que seu nome ficasse gravado na história da música.
Ainda que eu tenha preferência por W. A. Mozart, preciso concordar, sem dúvida alguma, a Sinfonia n.9, “A Nona”, é uma das mais espetaculares composições musicais já criadas pelo homem. E por um gênio que naquele momento estava completamente surdo. Dá para imaginar angústia maior, do que a de um compositor não poder ouvir sua obra-prima?

Bom, o assunto deste [post] não é a Sinfonia n.9, mas uma carta. Uma carta de Beethoven.
-

Até a terceira década do século 19, quando o norte-americano Samuel Morse construiu o primeiro protótipo funcional do telégrafo, não existia outro nem mais comum meio de comunicação entre duas partes distantes do que a correspondência por carta.
E uma das cartas mais famosas e enigmáticas da história envolveu exatamente Ludwig van Beethoven e uma, até hoje, ilustre desconhecida.
Uma carta de amor.
“Mein Engel, mein alles, mein Ich”
(Meu anjo, meu tudo, meu eu), escreveu Beethoven
ao seu AMOR IMORTAL SECRETO
-




                           Página 1-Carta de Beethoven para Amada imortal SECRETA

am 6ten juli

em 6 de julho

Morgends. –

De manhã. –

Mein Engel, mein alles,
Meu anjo, meu tudo,
mein Ich. . . nur einige
meu eu. . . apenas umas poucas
Worte heute, und zwar mit
palavras hoje, de fato a
Bleystift – (mit deinem) – erst bis morgen ist
lápis – (o teu) – Somente amanhã minha
meine Wohnung sicher bestimt,
hospedagem estará certamente definida,
welcher Nichtswürdige Zeit-
Que inútil perda de
verderb in d.g. – warum
tempo nisso – Por que
dieser tiefe Gram, wo die
esta profunda tristeza, onde a
Nothwendigkeit spricht –
necessidade fala? –
Kann unsre Liebe anders
Pode nosso amor existir
bestehn als durch Aufopferungen,
que não seja por sacrifícios,
durch nicht alles verlangen,
[que não seja] deixando de tudo exigir?,
kannst du es ändern, daß du
Podes mudar o fato de que tu
nicht ganz mein, ich nicht
não és inteiramente minha e eu não
ganz dein bin – Ach Gott
sou inteiramente teu? – Ah, Deus!



-




Página 2-Carta de Beethoven para Amada imortal SECRETA

-


blick in die schöne Natur
Contempla a bela natureza
und beruhige dein Gemüth
e acalma tua mente
über das müßende – die Liebe
sobre o que deve ser – O amor
fordert alles und ganz mit recht,
exige tudo e com toda razão,
so ist es mir mit dirdir mit
assim é para mim contigo, [e] para ti
mir
 – nur vergißt du
comigo – apenas tu esqueces
so leicht, daß ich für mich und
tão facilmente que por mim e
für dich
 leben muß, wären
por ti eu devo viver, Estivéssemos
wir ganz vereinigt, du würdest
nós completamente unidos, [e] tu sentirias
dieses schmerzliche eben
este sofrimento tão
so wenig als ich empfinden –
pouco como eu –
meine Reise war schrecklich
Minha viagem foi horrível,
ich kam erst Morgens 4
cheguei aqui apenas 4
Uhr gestern hier an,
horas ontem de manhã,
da es an Pferde mangelte,
pois não havia cavalos,
wählte die Post eine andere
o [cocheiro do] correio escolheu um outro
Reiseroute, aber welch
caminho, mas que


-//-


Página 3-Carta de Beethoven para Amada imortal SECRETA
-
schrecklicher Weg, auf der vor-
caminho horrível, Na pe-
lezten Station warnte
núltima estação me foi alertado
man mich bej nacht zu fahren,
sobre viajar à noite,
machte mir einen Wald
fazendo-me temer
fürchten, aber das Reizte
a floresta, mas isso só
mich nur – und ich hatte
me incentivou – E eu estava
Unrecht, der Wagen muste
errado, a carroça teve
bey dem schrecklichen Wege
que quebrar no caminho
brechen, grundloß, bloßer
horrível, sem fundo, [uma] mera
Landweg, ohne 2 solche Postil-
estrada de terra, Sem os 2 co-
lione, wie ich hatte, wäre
cheiros que eu tinha, eu
ich liegen geblieben Unterwegs.
teria ficado preso no caminho.
Esterhazi hatte auf dem
Esterhazi teve no
andern gewöhnlichen Wege
outro caminho costumeiro
hierhin dasselbe schicksal
daqui o mesmo destino
mit 8 Pferden, was ich mit
com 8 cavalos, o que eu fiz com
vier. – jedoch hatte ich zum
quatro. – [E] no entanto tenho
Theil wieder Vergnügen,
algum prazer novamente,


por mim e
für dich leben muß, wären
por ti eu devo viver, Estivéssemos
wir ganz vereinigt, du würdest
nós completamente unidos, [e] tu sentirias
dieses schmerzliche eben
este sofrimento tão
so wenig als ich empfinden –
pouco como eu –
meine Reise war schrecklich
Minha viagem foi horrível,
ich kam erst Morgens 4
cheguei aqui apenas 4
Uhr gestern hier an,
horas ontem de manhã,
da es an Pferde mangelte,
pois não havia cavalos,
wählte die Post eine andere
o [cocheiro do] correio escolheu um outro
Reiseroute, aber welch
caminho, mas que
-

Página 4-Carta de Beethoven para Amada imortal SECRETA
-
wie immer, wenn ich was glücklich
como sempre, quando felizmente
überstehe. – nun geschwind
supero [algo]. – Agora rapidamente
zum innern zum aüßern,
das coisas internas para as externas,
wir werden unß wohl bald sehn,
nós provavelmente nos veremos em breve,
auch heute kann ich dir meine
ainda que hoje eu não possa dividir
Bemerkungen nicht mittheilen,
contigo minhas observações,
welche ich während dieser
que fiz durante esses
einigen Tage über mein
poucos dias sobre a minha
Leben machte – wären
vida – Estivessem
unser Herzen immer dichtan
nossos corações sempre juntos
einander, ich machte wohl keine d.g.
um ao outro, [e] eu certamente não teria tais pensamentos.
die Brust ist voll dir viel zu
Meu peito está cheio de tantas coisas para te
sagen – Ach – Es gibt Momente, wo ich finde
dizer – Ah – Há momentos em que eu acho
daß die sprache noch gar
que a linguagem não é absolutamente
nichts ist – erheitre dich –
nada – Anima-te –
bleibe mein treuer einziger
Permanece meu fiel e único
schatz, mein alles, wie ich dir
tesouro, meu tudo, como eu a ti,
das übrige müßen die Götter
O resto os deuses devem
schicken, was für unß sejn muß
enviar, aquilo que deve ser e pode ser
und sejn soll. –
para nós. –

dein treuer
teu fiel
ludwig. –
ludwig. –
-------------------------*----------------------


Página 5-Carta de Beethoven para Amada imortal SECRETA
-
Abends Montags am 6ten Juli –
Noite de segunda-feira em 6 de julho –
Du leidest du mein theuerstes
Tu estás sofrendo, minha mais querida
Wesen – eben jezt nehme ich wahr
criatura – Só agora me dei conta
daß die Briefe in aller Frühe
de que as cartas devem ser
aufgegeben werden müßen.
despachadas no início da manhã.
Montags – Donnerstags –
Segundas-feiras – Quintas-feiras –
die einzigen Täge wo
os únicos dias em que
die Post von hier nach K.
o correio vai daqui para
geht – du leidest – Ach, wo
K.[arlsbad?] – Tu estás sofrendo – Ah, onde
ich bin, bist du mit mir, mit
eu estou, tu estás comigo, [por isso] falo
mir und dir werde ich machen
comigo e contigo[:] faz com
daß ich mit dir leben kann,
que eu possa viver contigo,
welches Leben!!!! so!!!!
Que vida!!!! Assim!!!
ohne dich – Verfolgt von
Sem ti – perseguido pela
der Güte der Menschen hier
bondade das pessoas aqui
und da, die ich mejne – eben so
e ali, da qual eu penso[:] – desejo
wenig verdienen zu wollen, als
merecer apenas o pouco
sie zu verdienen – Demuth
que mereço – A humildade
des Menschen gegen den
do homem para com o
Menschen – sie schmerzt
homem – isto me
mich – und wenn ich mich
dói – e quando eu me

-



Página 6-Carta de Beethoven para Amada imortal SECRETA

- im zusamenhang des
considero em relaçãoUniversums betrachte,
ao Universo,
was bin ich und was ist
o que eu sou e o que ele
der – den man den
é – aquele que é
Größten nennt –
chamado o Maior –
und doch – ist wieder
e contudo – aqui está
hierin das Göttliche
outra vez a centelha divina
des Menschen – ich
no homem – Eu
weine wenn ich denke
choro quando penso
daß du erst wahrscheinlich
que tu provavelmente só
Sonnabends die erste
irás receber no sábado
Nachricht von mir
a primeira notícia
erhältst – wie du mich
de mim – O quanto tu
auch liebst – stärker
também me ames – ainda mais intensamente
liebe ich dich doch – doch
eu te amo, mas – mas
nie verberge dich vor
não te escondas de

-//-




Página 7-Carta de Beethoven para Amada imortal SECRETA



mir – Gute Nacht – als
mim – Boa noite – como

Badender muß ich schlafen
banhista [no spa] eu [já] devo ir
gehn – o geh mit,
dormir – oh vai com,
geh mit Ach gott –
vai com Ah, Deus –
so nah! so weit! ist es
Tão perto! Tão longe! Não é
nicht ein wahres Himels-
nosso amor um verdadeiro
Gebäude unsre Liebe –
edifício celeste? –
aber auch so fest, wie
Mas também tão firme, como
die Veste des Himels.
o firmamento do céu.
___

guten Morgen am 7ten Juli –
Bom dia em 7 de julho –
schon im Bette drängen sich
Já na cama os pensamentos
die Ideen zu dir meine
se lançam a ti, minha
Unsterbliche Geliebte,
amada imortal,
hier und da freudig,
aqui e ali alegres,
dann wieder traurig,
depois tristes novamente,
vom Schicksaale ab-
esperando pelo des-
wartend, ob es unß erhört –
tino, se ele nos ouve –
leben kann ich entweder nur
Eu só posso viver ou
ganz mit dir oder gar nicht,
completamente contigo ou simplesmente não viver,
-//-



                    Página 8-Carta de Beethoven para Amada imortal SECRETA

ja ich habe beschlossen in
Sim, resolvi
der Ferne so lange herum
vagar para longe
zu irren, bis ich in deine
sem rumo, até que possa
Arme fliegen kann,
voar em teus braços,
und mich ganz heimathlich
e possa dizer que estou inteiramente
bei dir nennen kann,
em casa contigo,meine Seele von dir
[e] possa enviar minha alma
umgeben ins Reich der
envolta em ti para o
Geister schicken kann –
reino dos espíritos –
ja leider muß es sejn – du
Sim, infelizmente deve ser assim – Tu
wirst dich fassen um so mehr,
te consolarás tanto mais,
da du meine Treue gegen
porque sabes da minha fidelidade
dich kennst, nie eine andere
a ti, Outra nunca
kann mein Herz besizen,
pode ter meu coração,
nie – nie – O Gott warum
nunca – nunca – Oh Deus, por que
sich entfernen müßen, was
ter que se separar de quem
man so liebt, und doch ist mein
se ama tanto, E ainda minha
Leben in W. so wie jezt ein
vida em V.[iena] como está agora é uma
kümerliches Leben – Deine
vida miserável – Teu
Liebe macht mich zum glück-
amor me faz o mais feliz
lichsten und zum unglücklichsten
e o mais infeliz ao mesmo
zugleich – in meinen Jahren jezt
tempo – Em minha idade agora
bedürfte ich einiger Einförmigkeit
eu precisaria de alguma regularidade
Gleichheit des Lebens – kann
estável de vida – Pode
-



Página 9-Carta de Beethoven para Amada imortal SECRETA
-
diese bej unserm Verhältniße
isso existir em nossa
bestehen? – Engel, eben
relação? – Anjo, acabo
erfahre ich, daß die Post
de saber que o correio
alle Tage abgeht –
parte todos os dias –
und ich muß daher
e devo portanto
schließen, damit du
concluir, para que
den B. gleich erhälst –
recebas a c.[arta] logo –
sej ruhig, nur durch
Fica calma, apenas pelo
Ruhiges beschauen unsres
tranquilo contemplar de nossa
Dasejns können wir
existência podemos
unsern Zweck zusamen
alcançar nosso propósito
zu leben erreichen –
de vivermos juntos –
sej ruhig – liebe mich –
Fica calma – Ama-me –
heute – gestern –
Hoje – Ontem –
Welche Sehnsucht mit
Que saudade de ti,
Thränen nach dir –
até as lágrimas –
dir – dir – mein
Tu – tu – minha




Página 10-Carta de Beethoven para Amada imortal SECRETA
-
Leben – mein
vida – meu
alles – leb
tudo – A-
wohl – o liebe
deus – Oh, continua
mich fort – verken
a me amar – nunca
nie das treuste
duvides do mais fiel
Herzdeines
coração
Geliebten
do teu amado
L.
L.
ewig dein
eternamente teu
ewig mein
eternamente minha
ewig unß
eternamente nossos
Nota:
Este post pertence à série:
1. Sendo a “Amada Imortal” por um dia: I. Beethoven em fonte primária
2. Sendo a “Amada Imortal” por um dia: II. Desvendando o que dá
3. Sendo a “Amada Imortal” por um dia: III. Música!
-

http://euterpe.blog.br/historia-da-musica/sendo-a-amada-imortal-por-um-dia-i-beethoven-em-fonte-primaria

---------------*------------




A carta ficou conhecida por
“meine Unsterbliche Geliebte” (Minha Amada Imortal), a referência usada por Beethoven
para designar a DESTINATÁRIA SECRETA.

O documento foi encontrado após a morte do músico, em 1827, juntamente com o “Testamento Heiligenstadt”.
É  composto de duas páginas duplas escritas em ambos os lados (oito páginas), de aproximadamente 20 x 23 cm e em uma única folha de aproximadamente 20 x 12 cm, também escrita em ambos os lados. Ao todo, um documento de dez páginas manuscritas pelo próprio Beethoven em uma espécie de carta-diário.
A carta foi escrita a lápis e uma análise cuidadosa realizada posteriormente constatou que determinadas palavras foram realçadas, também a lápis, numa tentativa de torná-las mais legíveis. O autor do “reforço” é sem dúvida Anton Schindler, que usou parte da carta em fac-símile na terceira edição de sua biografia sobre Beethoven.
Embora algumas teorias tenham surgido ao longo do tempo e até um filme tenha sido produzido por Hollywood com a história do romance, A VERDADE É QUE A REAL IDENTIDADE DA “AMADA IMORTAL” É DESCONHECIDA. E provavelmente permanecerá desconhecida, já que nem mesmo Schindler,  amigo e biógrafo de Beethoven, sabia quem era a mulher a quem o músico dedicou as palavras abaixo. PROVAVELMENTE PORQUE, PELO QUE SE PODE EXTRAIR DA CARTA, O AMOR DE AMBOS ERA PROIBIDO – A ESPECULAÇÃO MAIS COMUM É DE QUE ELA FOSSE CASADA COM ALGUÉM PRÓXIMO AO MÚSICO.
Bom, deixemos que o próprio músico fale por si, sobre seu amor e sua “Unsterbliche Geliebte”…
Por Rodrigo Trespach

Abaixo alguns trechos da carta traduzidos do original; para ler o original em alemão, acesse o site da Beethoven-Haus ou a transcrição com comentários no site da instituição alemã.




Manhã de 6 de julho [de 1812]
Meu anjo, meu tudo, meu ser. Apenas algumas palavras hoje, a lápis (o seu). Até amanhã, a minha morada estará definida. Que desperdício de tempo. Por que [sinto] esta tristeza profunda quando a necessidade fala? Pode o nosso amor resistir ao sacrifício, em não exigir a totalidade um do outro? Pode mudar o fato de que você não é toda minha nem sou todo seu? Oh, Deus! Olhe para a beleza da natureza e conforte o seu coração com o que deve ser. O amor exige tudo e com razão. Assim, eu estou em você e você em mim. Mas você se esquece facilmente que preciso viver para mim e para você. Se estivéssemos completamente unidos, você sentiria esta dor tão próxima quanto eu sinto.
A minha viagem foi terrível; só cheguei ontem às 4 horas da manhã, uma vez que na falta de cavalos, o cocheiro escolheu um outro caminho, mas que caminho terrível. Na penúltima parada fui avisado para não viajar à noite, fiquei com medo da floresta, e isso só me deixou mais ansioso – e eu estava errado. O cocheiro precisou parar na estrada infeliz, uma estrada imprestável e barrenta. Se estivesse sem os apetrechos que levo comigo teria ficado preso na estrada. Esterhazy, percorrendo este caminho habitual, teve o mesmo destino com oito cavalos que eu tive com quatro.
Senti algum prazer nisso, como sempre sinto quando supero com sucesso as dificuldades. Agora uma rápida mudança das coisas externas para as internas. Provavelmente nos veremos em breve, mas hoje não posso compartilhar contigo os pensamentos que tive durante estes poucos dias sobre a minha vida. Se os nossos corações estivessem sempre juntos, eu não teria nenhum deles. O meu coração está repleto de coisas que gostaria de dizer-te. Ah. Há momentos que sinto esse discurso não ser nada. Alegre-se. Você permanece [sendo] a minha verdade, o meu tesouro, o meu tudo como eu sou o teu. Os deuses devem nos mandar o restante, aquilo que deve ser para nós e será.
Seu fiel Ludwig.
***
Segunda, noite de 6 de julho [de 1812]
Você está sofrendo, minha querida criatura. Só agora percebi que as cartas precisam ser enviadas nas segundas ou quintas de manhã bem cedo. Os únicos dias em que o correio vai daqui para K [arlsbad ?]. Você está sofrendo. Ah, não importa onde eu estou, você está lá. Eu arrumarei isso entre eu e você para que possa viver contigo. Que vida!!! Assim!!! Sem você, perseguido pela bondade humana, o que pouco quero merecer é o que mereço. A humildade do homem diante do homem me machuca. E quando me considero em relação ao universo, o que eu sou e o que é Ele, a quem chamamos de maior, ainda assim, nisto reside a divindade do homem.
Choro ao pensar que provavelmente não receberá a minha primeira carta antes de sábado. Por mais que você me ame, eu te amo mais. Mas nunca se oculte de mim. Boa noite. Devo ir dormir. Oh, Deus! Tão perto! Tão longe! Não é o nosso verdadeiro amor uma construção celestial, mesmo assim é firme como as colunas do céu?
***
Bom dia, em 7 de julho [de 1812]
Embora ainda esteja na cama, os meus pensamentos vão até você, minha Amada Imortal, agora felizes, depois tristes, esperando para saber se o destino nos ouvirá ou não. Eu só posso viver completo contigo ou não viver. Sim, estou decidido a vaguear assim por muito tempo longe de você até que possa voar para os seus braços e dizer que estou em casa, e poder enviar a minha alma envolta em você ao reino dos espíritos. Sim, isto deve ser tão infeliz. Você será mais contida quando souber da minha fidelidade à você. Outra jamais poderá ter o meu coração, nunca, nunca, Oh, Deus! Por que um precisa estar separado do outro quando se ama. E, no entanto, a minha vida em V[iena] é agora uma vida miserável.
O teu amor me faz ao mesmo tempo o mais feliz e infeliz dos homens. Na minha idade eu preciso de estabilidade, de uma vida tranquila. Pode ser assim na nossa relação? Meu anjo, acabo de ser informado que o carteiro sai todos os dias. Por isso devo terminar logo para que você possa receber a carta logo. Fique tranquila, somente através da consideração tranquila de nossa existência podemos atingir o objetivo de vivermos juntos. Fique tranquila, me ame, hoje, ontem, desejos sofridos por você, você, você, minha vida, meu tudo, adeus. Oh, continue a me amar, jamais duvide do coração fiel de seu amado.
Sempre teu,
Seu fiel Ludwig.
Sempre minha,
Sempre nosso.
***

***
CARTA DE AMOR DE BEETHOVEN À SUA AMADA IMORTAL :
(Meu anjo, meu tudo, meu eu), escreveu Beethoven
ao seu AMOR IMORTAL SECRETO
-//-

Ode à Alegria 

Letra adaptada para o CORAL 
ODE À ALEGRIA

(Barítono)


Oh amigos, mudemos de tom!
Entoemos algo mais prazeroso
E mais alegre!


(Barítonos, quarteto e coro)

Alegre, formosa centelha divina,
Filha do Elíseo,
Ébrios de fogo entramos
Em teu santuário celeste!
Tua magia volta a unir
O que o costume rigorosamente dividiu.

Todos os homens se irmanam
Ali onde teu doce voo se detém.
Quem já conseguiu o maior tesouro
De ser o amigo de um amigo,
Quem já conquistou uma mulher amável
Rejubile-se conosco!

Sim, mesmo se alguém conquistar apenas uma alma,
Uma única em todo o mundo.

Mas aquele que falhou nisso
Que fique chorando sozinho!
Alegria bebem todos os seres
No seio da Natureza:

Todos os bons, todos os maus,
Seguem seu rastro de rosas.
Ela nos deu beijos e vinho e
Um amigo leal até a morte;
Deu força para a vida aos mais humildes
E ao querubim que se ergue diante de Deus!


(Tenor solo e coro)

Alegremente, como seus sóis corram
Através do esplêndido espaço celeste
Se expressem, irmãos, em seus caminhos,
Alegremente como o herói diante da vitória.

(Coro)

Alegre, formosa centelha divina,
Filha do Elíseo,
Ébrios de fogo entramos
Em teu santuário celeste!
Abracem-se milhões!
Enviem este beijo para todo o mundo!

Irmãos, além do céu estrelado
Mora um Pai Amado.
Milhões se deprimem diante Dele?
Mundo, você percebe seu Criador?
Procure-o mais acima do céu estrelado!
Sobre as estrelas onde Ele mora.
-

------------------------------------------*---------------------------------------------





4864-FIDELIO LEONORE DE BEETHOVEN (*Bonn /Alemanha,1770-†Viena/Áustria,1827)
-
Acróstico nº 4864-(12ª Homenagem da Série: Mulheres, em Óperas.)
Por Sílvia Araújo Motta/BH/MG/Brasil
-
F-FIDELIO é um disfarce masculino que conseguiu
I-Infiltrar-se na Grande Fortaleza, para ir à procura
D-De seu esposo, um prisioneiro político (1805);
E-Ela chama-se LEONORE, que passa por ajudante
L-Leal de ROCCO, o Carcereiro-Chefe do presídio;
I-Incrível é a coragem, a força e o amor desta mulher:
O-O que enfrenta para o triunfo final da JUSTIÇA.
 -
L-Leonore fica sabendo da Ordem de PIZARRO:
E-Enterrar numa cova o prisioneiro FLORESTAN...
O-Os rumores do povo contra o Governador da Prisão,
N-Na crueldade desumana, mediante tantas torturas,
O-Ouviam-se por toda a parte. No pátio das Armas
R-Recebem com alegria, Don FERNANDO, que
E-Era o Ministro de Estado. Naquele dia, ROCCO
 -
D-Deveria cumprir imediatamente sua TAREFA
E-E fazer a COVA, com a ajuda de FIDÉLIO...
 -
B-Bendita visita do Ministro de Sevilha, ao local:
E-Ele veio libertar todos os Prisioneiros Políticos...
E-Entre eles, o seu amigo (esposo de Leonore)...
T-Tomou conhecimento das proezas de Fidélio...
H-Homem disfarçado, para surpresa de Marzeline;
O-O anúncio da Ordem do REI alegra a todos;
V-Vai para a PRISÃO o Governador tirano Pizarro...
E-E abraçados Florestan e Leonore, sua esposa,
N-Nessa hora vibram, sem as injustas correntes!
---VIVA! Viva a Liberdade Política, viva a Liberdade
Artística do Indivíduo, viva a Liberdade de Escolha,
Viva a Liberdade de Credo, viva a Liberdade Individual,
em todos os aspectos da VIDA. Viva a Liberdade!---

-
Belo Horizonte, quinta-feira,17 de janeiro de 2013.
http://www.recantodasletras.com.br/acrosticos/4113328
-/-
1-Para ouvir o Coro dos Prisioneiros da Ópera Fidelio/Beethoven)
http://www.youtube.com/watch?v=3ffPtjrSw7k
2-http://www.youtube.com/watch?v=7nYR3Aej1zM
(1/4 partes)
3-Quarteto:
http://www.youtube.com/watch?v=MKyKNCiiuF8&feature=player_embedded#!
---***---

507- O QUE É POESIA? Acróstico-didático: 40º de 100 (SCHILLER/POEMA ODE À ALEGRIA)(SINFONIA DE BEETHOVEN)

Por Sílvia Araújo Motta

P-POETA, Historiador, Filósofo, Sonetista,
O-O Johann Cristoph Friedrich von SCHILLER,
E-Entre os alemães, da contemporaneidade,
S-Sobressaiu, Romântico, Dramaturgo, Artista,
I-Incrível  “Ode à Alegria”, de sua autoria, tornou-se
A-A nona Sinfonia de Ludwig van Beethoven.(1792).
-
Belo Horizonte, 26  de maio de 2006.
http://www.recantodasletras.com.br/acrosticos/163503


---***---


Trova PREMIADA N. 0141
publicada dia 10-04-2006
União Brasileira de Trovadores-UBT.
-
Predestinado à agonia,
Beethoven ensurdeceu,
mas a Quinta Sinfonia
o seu destino venceu.
Sílvia Araújo Motta-BH-MG-Brasil.

Postada no Recanto das Letras:
Enviado por Silvia Araujo Motta em 10/04/2006

---***---


2083-CONCERTOS DA JUVENTUDE DA ORQUESTRA SINFÔNICA BRASILEIRA (OSB)

Acróstico-histórico
Por Sílvia Araújo Motta

C-Com Programação aprovada
O-O Roteiro escolhido da OSB/2008,
N-No dia 14 de dezembro foi aplaudido
C-Com admiração pelos mineiros
E-Em local de honra, no Palácio das Artes,
R-Regente: Roberto Minczuk e integrantes;
T-Turnê encantou Belo Horizonte!
O-O nosso Hino Nacional Brasileiro
S-Sempre vibrante com 1707 cantantes.
 -
D-De Bizet:Les Toreadors(Suite 1 de Carmen);
A-Ária da Suite 3 em Ré Maior(J.S. Bach).
 -
J-Jóia rara: J.Strauss ,da ópera O Morcego;
U-Uma obra inesquecível de Beethoven:
V-Valeu ouvir o Scherzo da Sinfonia Nº9;

E-Eugene Oregin: Polonaise de Tchaikovsky
N-Nas “Bodas de Figaro) (da abertura da ópera);
T-Tantos aplausos destinados a Mozart;
U-Uma noite de excelência cultural,
D-Didática, para formação de platéia
E-Especial, além da inclusão social.
-
Belo Horizonte,14 de dezembro de 2008.
http://www.recantodasletras.com.br/acrosticos/1340171
-//-



CD 1
01. Sonata No.1 in F – I. Adagio sostenuto – Allegro
02. Sonata No.1 in F – II. Allegro vivace
03. Sonata No.2 in G minor – I. Adagio Sostenuto ed espressivo
04. Sonata No.2 in G minor – II. Allegro molto più tosto presto
05. Sonata No.2 in G minor – III. Rondo (Allegro)
CD 2
01. Sonata No.3 in A – I. Allegro, ma non tanto
02. Sonata No.3 in A – II. Scherzo (Allegro molto)
03. Sonata No.3 in A – III. Anadante cantabile – Allegro vivace
04. Sonata No.4 in C – I. Andante – Allegro vivace
05. Sonata No.4 in C – II. Adagio – Tempo d’Andante – Allegro vivace
06. Sonata No.5 in D – I. Allegro con brio
07. Sonata No.5 in D – II. Adagio con molto sentimento d’affetto
08. Sonata No.5 in D – III. Allegro – Allegro fugato
Paul Tortelier – Violoncelo
Eric Heidsieck – Piano
BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE
http://pqpbach.sul21.com.br/category/beethoven/
-//-

VALE APENA OUVIR:

THE BEST OF BEETHOVEN

https://www.youtube.com/watch?v=W-fFHeTX70Q

-






Ludwig van Beethoven: Für Elise


https://www.youtube.com/watch?v=c1iZXyWLnXg
-
OUTROS LINKS:
O SEGREDO DE BEETHOVEN
http://www.recantodasletras.com.br/resenhasdefilmes/821403

-//-











BEETHOVEN NÃO ESTAVA NO MESMO MUNDO DE SUA AMADA E COM CERTEZA SABIA DISSO, SEPARADO PELO MUNDO DOS ESPÍRITO A CUMPRIR A MISSÃO DA SOLIDÃO POR ERROS EM VIDAS PASSADAS,MAS, DE UM AMOR CELESTIAL POR ELA....................POR ISSO O TÃO PRÓXIMO E O TÃO LONGE.................................DIGO SEMPRE A MINHA ESPOSA, SÓ CANTA BELO E INFINITAMENTE LINDO QUEM ESTÁ SEPARADO DO SEU AMOR EM VIDA,ELE FICA NA BUSCA CONSTANTE POR SEU AMOR QUE NÃO ESTÁ EM CARNE,SEPARADO PELO UNIVERSO............................................O CARTEIRO NA CARTA SOMOS NÓS, QUE LEVAREMOS O RECADO PARA SUA AMADA.....................A VIDA.